Mortgages

Quais São as Regras de Financimento Residencial do Banco Central ?

...
Available languages
Image
Image Daragh Cassidy
Head Writer

As regras de empréstimo do Banco Central estabelece o quanto você está autorizado a emprestar para o financiamento residencial, bem como o quanto você é obrigado a economizar e fornecer em forma de entrada. Cada uma destas regras depende da renda.

Quais são as regras de financimento residencial do Banco Central? 

Se você está procurando em fazer um financiamento residencial, seja você um comprador de primeira viagem ou não, a primeira etapa que você precisa fazer é certificar-se de que você está atualizado com as regras de empréstimo do Banco Central. Em suma; Estas regras estabelece quanto dinheiro você pode pedir emprestado e quanto você precisa pagar para dar de entrada baseado na sua renda. 

Há duas regras principais que você deve considerar:

1.Proporção- do- empréstimo--à--renda 

As regras do Banco Central restringem ao loan-to-income (proporção- do- empréstimo-à-renda) para um comprador em relação ao futuro imóvel sendo 3,5 vezes à sua renda anual. 

Assim, por exemplo, se você ganhar 40,000 por ano, você pode comprar uma casa com um valor máximo de 140,000. Se você está comprando com um parceiro que também ganha 40,000, a quantidade duplica para 280,000. 

Dica : Observe que há exceções; 20% das hipotecas para compradores de primeira viagem que podem ser acima de 3.5 vezes a mais da sua renda e a partir de 01 de janeiro 2018, 10% na segunda e subsequente hipotecas que podem ser acima do limite LTI.

2.Proporção- do- empréstimo-ao-valor 

A segunda regra principal do financiamento residencial relaciona-se às proporções- do empréstimo-ao-valor que os credores estão permitidos para oferecer. Isto refere-se à porcentagem do valor da propriedade que você pode emprestar e quanto deste valor você deve pagar a vista em forma de entrada. 

A partir de 01 de janeiro de 2017, os compradores de primeira viagem são permitidos a um limite de 90% do empréstimo-ao-valor, o que significa que eles são obrigados a fornecer um depósito de 10% a vista para qualquer propriedade. Esta percentagem vai até 20% para a  segunda vez e subsequentes. 

Continuando o nosso exemplo acima, isto significa que se você é um comprador de primeira viagem e você quer comprar uma casa de  €280,000, você precisa poupar €28,000 para a sua entrada antes que você possa emprestar os €252,000 restante. 

Similarmente, se você está comprando pela segunda vez ou subseqüente você precisaria dar um depósito de €56,000 antes de aplicar-se para o €224,000 restante. 

Dica: Note outra vez que há umas exceções; 5% do valor do empréstimo para compradores de primeira viagem serão permitidos acima do limite do empréstimo-ao-valor de 90% e 20% do valor de um novo empréstimo para quem está comprando pela segunda vez ou subseqüentes serão permitidos acima do limite do empréstimo-ao-valor de 80%. 

Então, agora que você calculou o quanto você está autorizado a emprestar em teoria, o que vem depois? A fim de evitar de ser enganado durante as reuniões com o banco ou corretor de financiamento residencial, é uma boa idéia que você se familiarize com os tipos de juros de financimento e outros bordões relacionados com os mesmo que são susceptíveis de você se deparar na sua jornada na hora de adquirir um finanaciamento residencial. 

Quer saber mais sobre os tipos de taxa de juros de financiamento residencial? Clique aqui. Ajuda de Incentivo para Comprar Clique aqui. E sobre as vantagens e desvantagens dos diferentes tipos de juros? Clique aqui.